Primeiras linhas de código

Com um Rover já em condições de andar, faltava o video de demonstração da praxe (o que está no artigo de abertura desta série).

Antes de me meter à aventura com o Snap! limitei-me a transferir para o Raspberry Pi um script muito básico em python que faz o Rover por 4 vezes andar um troço a direito seguido de uma curva à esquerda (idealmente voltando ao ponto de partida mas como não usei nenhum tipo de sensores a única forma de o conseguir foi afinando os tempos à mão) e no final uma rotação em torno de si mesmo várias vezes para a direita:

import nxt
import nxt
import nxt.locator
from nxt.sensor import *
from nxt.motor import *
from time import sleep

brick = nxt.locator.find_one_brick()
left = Motor(brick, PORT_B)
right = Motor(brick, PORT_C)
both = nxt.SynchronizedMotors(left, right, 0)
leftboth = nxt.SynchronizedMotors(left, right, 100)
rightboth = nxt.SynchronizedMotors(right, left, 100)

for n in range(0,4):
 both.run(100)
 sleep(1.25)
 both.idle()
 sleep(0.25)
 leftboth.run(100)
 sleep(0.48)
 leftboth.idle()
 sleep(0.25)

rightboth.run(100)
sleep(4)
rightboth.idle()

A execução do script foi comandada manualmente (essencialmente acedi de modo wireless a partir do meu portátil por SSH e invoquei o script a partir da shell).

Series Navigation<< Roda livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.