O meu próprio servidor – parte 4

Após entrar pela primeira vez no painel de controlo do WordPress:

Em “Opções (Geral)” escolher um sub-titulo para o blog e mudar o fuso horário para Lisboa.

Em “Apresentação” escolher um tema e no meu caso transferir uma imagem (um falcão) para cabeçalho. Nesta altura descubro que as permissões não são suficientes:

Não foi possível criar o directório wp-content/uploads/2012/09. O directório do nível acima permite a escrita?

OK, basta utilizar o File Manager do Plesk ou um cliente FTP para à pasta “httpdocs/blog/wp-content” adicionar permissões de escrita ao grupo.

Em “Opções (Ligações Permanentes / Permalinks)” escolher “Estrutura personalizada: /%year%/%postname%”. Desta vez o WP queixa-se de que não consegue escrever em “.htaccess” que por acaso nem sequer existe por isso no File Manager do Plesk ou no cliente FTP criar um ficheiro vazio “.htaccess” em “/httpdocs/blog” e dar-lhe permissões 664 (leitura e escrita ao utilizador e ao grupo, leitura apenas aos outros).

Finalmente nos “Utilizadores” editar o meu perfil e confirmar que aparece a imagem que escolhi no gravatar.

No próximo artigo indico alguns plugins que acrescentei para facilitar a vida.

 

Series Navigation<< O meu próprio servidor – parte 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *